sábado, 10 de setembro de 2011

Queimada




Coração chora ao ouvir
a natureza se queimando,
o estalar das árvores,
como um grito de socorro.
Todo o verde se esvaindo
E a agonia dos animais.
Fogo maldito que passa
e a sua volta, tudo se desfaz

Anjo da morte, que queima, mata,
sufoca, arrasa.
Consome tudo que vê
sem dó nem piedade.
Chama de ódio,
intenso tormento.
Tu matas nossa mãe.
Mãe Natureza
que agora jaz
em cinzas e destruição.

2 comentários:

Pedro Pereira disse...

Eu amei isto! Seja bem vinda à nossa família que vc já conhece, Alice!

ana laura diniz disse...

é a ignorância que promove tais ações. a vida... beijos,